Autoclave: Guia de Compra

Os Autoclaves são os esterilizadores mais utilizados no mundo.Eles usam água superaquecida para criar vapor e pressão para esterilizar o conteúdo do dispositivo.

Um dos seus pontos fortes é que consegue agir em um tempo relativamente curto contra a maioria dos organismos. Este tempo fica em média entre 3 e 15 minutos, embora a esterilização contra priões possa levar de 60 a 90 minutos. Os instrumentos são geralmente esterilizados à 134 graus centígrados

Um ponto importante é que deve ser tomado cuidado para não sobrecarregar as autoclaves. É necessário deixar o equipamento agir por todo o tempo especificado ou o vapor não será capaz de penetrar em todas as áreas, criando assim uma zona de acesso para os micróbios e esporos. Todos os instrumentos em bolsas, instrumentos com lúmen ou cavidades e cargas porosas (por exemplo, cotonetes ou curativos) devem ser esterilizado numa autoclave.

Por onde começar?

O ponto principal antes de se realizar qualquer tipo de compra é parar e se perguntar quais são suas reais necessidades. No caso de um autoclave, as principais variáveis são:

  • Que tipo de equipamentos devem ser esterilizados?
  • Em quanto tempo?
  • Em que local ficará alocado esse equipamento? Existe um limite de tamanho?
  • Qual é o meu orçamento?

Alguns pontos importantes

autoclaveComo os organismos só podem ser destruídos se tiverem contato direto com o vapor, todo o ar que permanece preso dentro do aparelho ou da carga vai agir como uma barreira entre o vapor e os itens a serem esterilizados. A fase de pré-vácuo utiliza uma bomba de vácuo poderosa para remover todo o ar residual de dentro da câmara e dos itens que foram colocados lá dentro, permitindo que o vapor consiga circular livremente e rapidamente, ajudando bastante na penetração do vapor e em uma esterilização efetiva.

Autoclaves à vácuo apresentam uma secagem utilizando esta função no fim do processo. A rápida remoção de vapor e a criação de um vácuo no interior da câmara de carga e ajuda a assegurar que os conteúdos estejam completamente secos quando removidos do equipamento.

Esse tipo de funcionalidades oferece uma boa vantagem para os usuários, já que é possível pegar instrumentos sólidos ou ocos, bem como conjuntos de ferramentas e embrulhá-las para mantê-las em um estado esterilizado até o seu posterior uso, sem se preocupar de que estejam ainda molhados e mais propensos a serem infectados.

O que analisar na hora da compra

1. Ciclos

Como comentado logo acima, equipamentos que possuem ciclos que utilizam o vácuo antes – para aumentar a eficácia do vapor – e depois – para secar as ferramentas – são de melhor qualidade, já que você consegue trabalhar com segurança em:
• instrumentos sólidos acondicionados e utensílios.
• cargas porosas
• instrumentos ocos e utensílios

É importante que você tente usar equipamentos que possuem essa funcionalidade independente de sua necessidade, mas desde que adeque ao seu orçamento.

2. Tamanho 
Antes de comprar este tipo de ferramenta, é sempre bom você estabelecer o local onde ele ficará apoiado ou alocado. Se você tem uma restrição de espaço, talvez vale a pena considerar a compra de um autoclave menor, é projetado especificamente para esterilização de pequenos instrumentos ou peças de mão. Se você precisa de um equipamento maior do que o seu espaço, talvez convenha comprar prateleiras móveis.

autoclave II3. Tamanho da Câmara 
Outro ponto muito importante na hora de se escolher este tipo de ferramenta é verificar se o tamanho da Câmara interna comporta todas as suas necessidades. Já vi situações onde o usuário pesquisou bastante, comprou um equipamento de qualidade e teve de trocar pouco tempo depois porque um dos seus equipamentos tinha de ficar de fora do processo de esterilização. Se o seu orçamento permitir um equipamento grande, leve sua maior ferramenta na hora da escolha.

É bom ter consciência de que o único inconveniente de um autoclave com câmara grande é que conforme o tamanho da câmara aumenta, o ciclo também. Equipamentos de 5 e 7 litros são considerados pequenos, acima de 12 litros são médios e existem opções grandes de 21 e 42 litros, tal como este equipamento da marca ALT.

Grandes laboratórios possuem equipamentos bem maiores que são feitos sobre medida, mas 21 litros já em um bom padrão para pequenas clínicas.

4. Tempo do Ciclo  
Quanto mais rápido o ciclo, mais rápido seus instrumentos poderão ser usados novamente. Esta variável está diretamente relacionada com o o tamanho da câmara do equipamento – quanto menor, mais rápido ocorre o ciclo – e ajuda bastante dependendo do número de instrumentos que você possui e qual é a sua necessidade de retorno deles. Novamente, é necessário que você tenha consciência de suas necessidades antes de iniciar o processo de compras.

5. Liberação de Vapor
Alguns modelos permitem que o excesso de vapor seja escoado para fora do equipamento, ajudando ainda mais na secagem de tudo que estiver ali dentro. Modelos à vácuo certamente possuem essa funcionalidade, mas outros modelos podem carecer dessa opção. Sempre tente optar por um modelo que tem essa funcionalidade, já que também minimiza a quantidade de água destilada perdido entre os ciclos.

6 Água Fresca 
Autoclaves que utilizam água fresca para cada ciclo oferecem desempenho superior, pois não há contaminantes de
ciclos anteriores ser utilizado no processo de esterilização. Grande parte dos equipamentos de melhor qualidade já contem essa funcionalidade,então não há muito com o que se preocupar.

7. Impressora 
Como é necessário imprimir relatórios de esterilização de material constantemente, alguns modelos já vem equipados com impressoras, que tornam este processo muito mais fácil. Impressoras fazer gravação permanente fácil, mas custam extra. Se você não investir em uma impressora inicialmente, garantir
que você pode recolocar um em uma data posterior.

8. Garantia
Eu sempre gosto de comentar que a garantia é um dos pontos mais importantes de um equipamento. É claro que você não quer que ele quebre, mas garantias maiores são confirmações de que o fornecedor acredita no seu produto e isso realmente demonstra qualidade, então não deixe de ficar de olho nessa variável.

9. Estética
Considere modelos com corpo plástico em vez de metal. Este material elimina o risco de oxidação e mantém seu equipamento com boa aparência com mínimo esforço, afinal, um equipamento em bom estado passará uma boa imagem para os pacientes, garantindo-lhes que eles estão em segurança.

10 Conformidade
Os padrões de qualidade estão lá por uma razão. Verifique com o fabricante se os seus esterilizadores estão em conformidade com as normas da ABNT e da ANVISA.

You may also like...